Comparação entre medidas implícitas e explícitas na avaliação de casais homoafetivos e heteroafetivos

  • Maisa Kirchmaier Teixeira
  • João Henrique de Almeida
  • Renato Bortoloti
  • Edson Massayuki Huziwara
Palavras-chave: medidas explícitas, medidas implícitas, IRAP, orientação sexual, jovens adultos

Resumo

 

Devido às possíveis limitações relacionadas ao uso de medidas explícitas em pesquisas envolvendo questões socialmente sensíveis, o uso de medidas implícitas tem se tornado uma prática recorrente em diversas áreas do conhecimento. Nesse contexto, tornam-se necessários experimentos que comparem os resultados gerados por cada tipo de medida. O objetivo do presente experimento foi exatamente comparar medidas explícitas e implícitas sobre a avaliação de imagens de casais hétero e homoafetivos em participantes autodeclarados hétero e homossexuais. Para a obtenção da medida explícita, os participantes avaliaram as referidas imagens por meio de uma escala Likert de cinco pontos. Para a obtenção da medida implícita, eles realizaram uma tarefa utilizando o Implicit Relational Assessment Procedure (IRAP). De maneira geral, os resultados do IRAP demonstraram que participantes heterossexuais apresentaram um viés comportamental positivo tanto para fotos de casais heteroafetivos quanto para fotos de casais homoafetivos. Participantes homossexuais, por sua vez, apresentaram um viés comportamental positivo para fotos de casais homoafetivos e foram neutros com relação a fotos de casais heteroafetivos. Por meio da análise dos resultados foi possível observar que as medidas implícitas e explícitas deferiram principalmente para os participantes autodeclarados homossexuais. Tais resultados são discutidos a luz de Teoria das Molduras Relacionais e das possíveis diferenças existentes na história de reforçamento que participantes desses diferentes grupos são expostos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-05-06
Como Citar
Teixeira, M. K. ., de Almeida, J. H. ., Bortoloti, R. ., & Huziwara, E. M. . (2021). Comparação entre medidas implícitas e explícitas na avaliação de casais homoafetivos e heteroafetivos. Perspectivas Em Análise Do Comportamento, 12(1), 235-248. https://doi.org/10.18761/PAC.2021.v12.RFT.08